De acordo com a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal) o Brasil é o terceiro maior mercado de beleza do mundo, ficando atrás apenas dos Estados Unidos e China. Mesmo em tempo de crise, quando o mercado registrou a primeira retração em quase 30 anos – queda de 6,7% entre 2014 e 2015 -, o brasileiro continua destinando cerca de 2% de sua renda para produtos de beleza e higiene.

Até esse ano, apesar de ter um mercado tão expressivo, o Brasil ainda não tinha uma regulamentação específica para negócios e profissionais da beleza. Diante dessa e de outras mudanças, pode ficar um pouco confuso a forma que a sua rotina será afetada. Se você quer entender melhor cada uma delas, continue lendo!

Salão Parceiro

A principal mudança que entrará em vigor em 2017 é justamente a regulamentação das relações entre os salões de beleza e barbearias e seus profissionais. A Lei do Salão Parceiro deve trazer maior garantia jurídica para os profissionais que atuam em estabelecimentos de beleza, que passam a ser reconhecidos pelo governo como profissionais autônomos.

Veja as principais mudanças para o mercado da beleza em 2017

Além disso, a lei visa apresentar um novo modelo de negócio para os salões de beleza, barbearias e clínicas de estética, pois passa a considerar manicures, depiladoras, maquiadores e cabeleireiros como profissionais parceiros. Dessa forma, tanto os proprietários quanto os profissionais têm a liberdade de escolher entre estabelecer a relação de trabalho dentro das regras da CLT ou como uma parceria. Você pode saber mais sobre a regulamentação no nosso post específico sobre a lei.

Lei Complementar

Veja as principais mudanças para o mercado da beleza em 2017

Também conhecida como Programa Crescer Sem Medo, a Lei Complementar 155/2016 propõe uma mudança na forma como os impostos pagos pelo salão de beleza são calculados. Uma vez que o estabelecimento pode firmar parcerias com os profissionais, não há necessidade de vínculo empregatício. Nesse cenário, estes profissionais não serão mais incluídos na receita bruta do salão ou barbearia. Dessa forma, o dono do salão e os profissionais deverão fazer seus cálculos tributários separadamente.

Certificação na ABNT

Outra mudança significativa para o setor da beleza será a necessidade de certificação dos salões de beleza, barbearias e clínicas de estética de acordo com as normas da ABNT.

Veja as principais mudanças para o mercado da beleza em 2017

Desenvolvidas em parceria com o SEBRAE, essas normas visam fixar boas práticas no atendimento aos clientes, esterilização dos utensílios, higienização das instalações e outras. Não será uma obrigação, porém os estabelecimentos que seguirem as normas poderão obter a certificação como um diferencial frente à concorrência.

Agora que você já sabe quais serão as principais mudanças no setor, que tal começar a fazer o seu planejamento estratégico para 2017? Confira nossa matéria completa. Não esqueça de contar nos comentários como está sendo essa experiência.

Summary
Veja as mudanças que vão afetar o mercado da beleza em 2017
Article Name
Veja as mudanças que vão afetar o mercado da beleza em 2017
Description
2017 está chegando e, com ele, algumas mudanças devem afetar a rotina dos salões, barbearias e seus profissionais. Veja quais são essas mudanças e como você pode se adequar a elas.
Author
Publisher Name
Beauty Date
Publisher Logo
Compartilhe
00