Abrir um salão de beleza tem tudo para ser um bom negócio: esse segmento de mercado cresce cada vez mais e reconhecidamente é um dos que menos sofre com as crises econômicas. Além disso, possui um público muito amplo, já que a vaidade e a busca pelo bem-estar não tem idade nem classe social. No entanto, sem o cuidado e o planejamento necessários, montar qualquer tipo de negócio é uma aposta perigosa.

Por isso, fizemos um guia para você que está pensando em abrir um salão de beleza. Antes de colocar a mão na massa, avalie a fundo cada um dos tópicos abaixo e aumente suas chances de sucesso. Vamos lá?

1. Faça um planejamento

gestão do salão de beleza

Antes de abrir um salão de beleza, liste todas as tarefas que você terá que realizar no processo de investir no seu próprio negócio (dica: muitas delas já estão nesse post!). Planejar é essencial para que você consiga visualizar com clareza o que você já fez e quais são os próximos passos, sem deixar nada passar em branco.

Uma boa metodologia é colocar tudo no papel: suas motivações, objetivos, a verba necessária, público-alvo, riscos, etc. Enfim, anote tudo. Esse direcionamento vai ajudar a ter uma base e um caminho seguro para a tomada de decisões.

Crie um plano de negócios

Após reunir todas as informações que precisa, é o momento de criar um plano de negócios: um documento onde será possível analisar a viabilidade das suas ideias.

Nele, você conseguirá visualizar de forma muito mais detalhada todos os seus custos, despesas e investimentos. São categorias que parecem óbvias, mas é importante anotar tudo no papel para que nenhum detalhe passe em branco.

Mas afinal, por onde começar?

Nós sabemos que criar um planejamento do zero pode ser algo difícil, e por isso, vamos exemplificar em 4 passos para você seguir e se dar bem em seu planejamento.

1º passo: faça uma análise de mercado

Para saber como seu negócio vai funcionar, é importante também conhecer muito bem qual é o seu público, seus concorrentes e fornecedores. Em resumo: você precisa conhecer a fundo o mercado em que está se inserindo. Ainda vamos comentar muito mais sobre esse assunto ao decorrer do texto.

2º passo: posicionamento

Após conhecer o cenário em que sua empresa estará inserida, é hora de pensar em seu posicionamento, ou seja, como ela será vista. Por exemplo: um salão que oferece serviços de qualidade em um ambiente agradável por um valor justo. Procure definir seu posicionamento com base no que acredita que sejam os pontos mais importantes em um negócio da beleza.

Com o posicionamento definido, você pode pensar em como serão suas ações de marketing.

3º passo: plano operacional

É nessa parte que será definida como a empresa irá desenvolver seus serviços. Você deve preencher quais serão os equipamentos, materiais e profissionais utilizados para cada um deles (para fazer uma coloração, escova ou corte, por exemplo).

blog-beauty-date-importância-de-ter-uma-boa-equipe

Lembre-se: toda o rendimento operacional da sua empresa dependerá da quantidade e qualificação de seus profissionais, a produtividade de seus equipamentos e a disposição dos móveis no ambiente. A decoração pode te ajudar a tornar o seu espaço muito mais funcional.

Após o término do seu plano de negócio, você já terá uma parte do caminho andado para o sucesso do seu salão. Agora, confira com mais detalhes cada categoria para completá-lo.

Mas lembre-se que nem tudo é planejamento! Você precisa executar e tirar suas ideias do papel para, em caso de erros, aprender com eles e corrigir rapidamente. Afinal a vida não segue exatamente do jeito que foi planejado, portanto, execute e fique sempre alerta ao seu ambiente de atuação e as tendências e inovações.

2. Entenda o mercado da belezablog-beauty-date-serviços-de-qualidade-e-diferenciais-4

O mercado da beleza tem diferentes áreas de atuação, mas saber disso não é uma vantagem competitiva por si só. Para tomar as decisões corretas, é necessário fazer uma pesquisa de mercado buscando encontrar oportunidades para se diferenciar: um serviço que tem alta procura e poucos estabelecimentos prestam, um serviço conhecido prestado com uma abordagem diferente e um foco em determinado tipo de cliente são alguns exemplos.

Por meio de pesquisas, você consegue descobrir muito mais dos seus clientes, as melhores oportunidades, ameaças e também muitas curiosidades que podem te ajudar. Por exemplo, você sabia que 56% das mulheres estão insatisfeitas com a sua própria aparência? A maioria reclama do seu peso atual, mas em segundo lugar estão insatisfeitas com seus cabelos. É um dado interessante para ser utilizado em campanhas de divulgação e de promoção. Você pode criar pacotes somente para o tratamento dos fios, por exemplo.

Quer saber mais sobre outros dados? Separamos para você os mais interessantes resultados de pesquisas feitas pelo Sebrae, onde apontam algumas tendências de mercado e comportamento do consumidor.

  • A opinião dos outros importa para que as mulheres se sintam melhor;
  • R$ 97,00 mensais é o gasto médio em um salão;
  • Oportunidades: mercado masculino e infantil

É possível perceber uma grande onda do público masculino se preocupando muito mais com a sua aparência. Seja por moda ou por uma mudança de comportamento, ainda não há muitos espaços dedicados a esse segmento, o que torna uma grande oportunidade para investir.

Existem poucos salões com um espaço destinado para crianças. O salão ainda pode oferecer um cantinho diferenciado para o público infantil e conquistar um público importante.

  • Ameaças: forte concorrência e atualização constante dos profissionais. O empreendedor precisa ficar atento na formação de seus profissionais, e mais ainda, em seu interesse em se atualizarem sobre novas técnicas e tendências. Devido a alta concorrência muitos acabam sendo deixados para trás. Para evitar que isso aconteça, é preciso que o empreendedor se comprometa a estar atualizado sobre as últimas novidades da área, investir em profissionais talentosos e ainda procurar inovação.

 

Procure informar-se por meio de sites especializados em beleza, jornais e empresas de referência, como o SEBRAEVisitar feiras e eventos e conversar com outros profissionais da área também é uma ótima prática. Isso é importante para aprender com os erros e acertos deles e é também uma ótima prática que pode te poupar muito tempo e dinheiro.

Assim, você estará sempre atualizado e terá mais facilidade em pensar em cada detalhe antes de abrir um salão de beleza.

3. Encontre o ponto ideal

O ponto tem muita influência na movimentação de um salão e é uma decisão fundamental no futuro do seu negócio. Isso porque a localização determina seu público e se o seu estabelecimento será atraente para ele.

Um erro comum é a percepção de que os pontos mais caros são sempre os melhores. Ainda que o preço de um ponto seja um indicativo do poder financeiro das pessoas ao redor dele, de nada adianta gastar tudo em um ponto caríssimo se você não puder entregar um serviço de acordo com os padrões que seu público espera, ou oferecer serviços muito caros em um ponto barato e afastado das regiões mais ricas. Assim como seus serviços, seu ponto também deve estar alinhado ao seu público.

Tenha em mente o seguinte conceito: se você se instalar em um bairro mais nobre, seus serviços serão prestados para clientes entre as classes A e B. O mesmo acontece em bairros mais populares, onde o público tende a ser da classe C. É importante ter isso em mente, porque cada público possui costumes e conceitos diferentes sobre o que é bom e de qualidade, do que não é. Implantar um negócio que não siga as características e costumes de uma região pode te deixar para trás.

Você ainda deve pensar nas características físicas do seu ponto, por exemplo, uma loja de esquina chama muito mais atenção do que uma no meio da rua, mas também acaba tendo um valor mais alto do que as outras opções. Optar por lugares que tenham um estacionamento ou um convênio por perto também são maneiras de facilitar o fluxo dos seus clientes, uma ótima estratégia para que continuem voltando sem se preocupar com seu carro.

Considere a presença da concorrência. É claro que onde existem mais salões há também um maior número de possíveis clientes, mas você precisará competir e mostrar que os seus serviços são melhores. Só assim conseguirá destacar-se dos outros e conquistar um maior público para o seu negócio.

4. Defina seu público-alvo

Uma famosa frase diz que quem quer agradar a todos acaba não agradando ninguém. No mundo dos negócios, isso é ainda mais verdadeiro. Por isso, defina quais tipos de pessoas você quer atrair para dentro do seu estabelecimento e concentre-se em conhecer melhor esse público.

É importante ser realista ao tomar essa decisão. Procure definir seu público de acordo com seu objetivo, com os serviços que vai prestar e mesmo com o ponto que você pode pagar. As pessoas, de forma geral, possuem desejos, preferências e noções de qualidade diferentes umas das outras.

Seus clientes serão as pessoas que ajudarão o seu salão a crescer, e conquistá-los pode ir muito além de um bom trabalho e sim, um mix entre atendimento, ambiente e fidelização.

atrair mais clientes para o salão

Para te ajudar a conhecer seu público, procure responder às seguintes perguntas:

  • Quem está comprando?
  • O que está comprando?
  • Por que está comprando?
  • Quais são seus hábitos de compra?
  • Qual é a sua renda?
  • Qual o seu nível cultural?
  • Como é o seu estilo de vida?

Sabendo de todas essas informações, você pode traçar o perfil dos consumidores, ou criar sua persona.

5. Escolha os serviços que seu salão vai prestar

Os serviços que os profissionais do seu salão de beleza vão realizar são determinantes para planejar os ambientes do estabelecimento. A partir dessa decisão, você pode ter noção de quais e quantos serão seus equipamentos, além de começar a pensar na equipe. Lembre-se de que ter variedade é bom, mas não é vantajoso se os seus serviços não forem prestados com alta qualidade. Portanto, o ideal é montar sua pasta de serviços tentando conciliar variedade e qualidade.

Além disso, procure se basear na persona do seu salão. Se a maioria do seu público é feminino, por exemplo, é mais interessante oferecer serviços, pacotes ou promoções especiais para esse público. Se o seu público é em maioria masculino, você pode oferecer um pacote promocional de barbearia, ou para o dia do noivo.

6. Elabore um projeto para o ambiente

blog-beauty-date-avalie-o-valor-do-imóvel

As pessoas passam horas dentro de um salão de beleza, então não construa seu ambiente de qualquer jeito. Se possível, contrate um profissional especializado para desenhar o projeto do seu salão. Lembre-se de considerar todos os ambientes necessários para a prestação correta de cada serviço, como as áreas de recepção, corredores e estoque, além da acessibilidade adequada para todos os clientes — incluindo idosos e deficientes físicos.

Caso não consiga contratar um profissional, pesquise as melhores práticas para ambientes em salões de beleza. Existem padrões estabelecidos de construção que otimizam o exercício do trabalho dos profissionais da beleza; voltar atrás ou fazer obras futuras para corrigir problemas éalgo que pode sair muito caro.

Ainda existem estabelecimentos que se preocupam com a decorações devido ao nicho.

Com a alta das barbearias, esses espaços estão, cada vez mais, utilizando a criatividade em conjunto com a inovação para trazer mais comodidade para seus clientes. A necessidade de um espaço masculino, tornou o hábito de ir a barbearia muito mais do que apenas cortar o cabelo ou fazer a manutenção da barba: é um point para encontrar amigos, jogar conversa fora e tomar uma cerveja.

Além de ter um ambiente pensado para seu tipo de cliente, lembre-se que a fachada será responsável pelas primeiras impressões dele e por isso, ela precisa transmitir o que seu espaço tem a oferecer.

Os equipamentos, móveis e produtos que você vai precisar vão variar de acordo com os serviços prestados pelo seu salão, mas existem duas características que devem estar presentes em todos: qualidade e praticidade. As poltronas ou cadeiras para cortar o cabelo, por exemplo, precisam ser macias porque existem clientes que ficarão sentados por horas. Da mesma forma, poltronas fixas podem dificultar o trabalho, então é preciso pensar em facilidades para os profissionais. Pesquise e converse com vários fornecedores em busca da melhor negociação para um salão como o seu.

Quanto aos equipamentos, prefira os mais novos e modernos. Equipamentos elétricos antigos podem até ser mais baratos, mas costumam consumir bem mais energia, resultando num custo maior no longo prazo.

Não se esqueça de pensar na cor dos móveis! Alinhe-os com a cor da sua marca e pense numa decoração que crie um ambiente agradável e confortável que mantenha a essência do seu estabelecimento.

8. Conheça as leis para abrir seu negócio

Abrir um salão de beleza é uma tarefa burocrática. Salões de beleza e clínicas de estética são fiscalizados por leis diferentes, então é necessário que você esteja atento ao que pode e ao que não pode oferecer no seu estabelecimento.

Para abrir seu negócio, ele precisa estar regulamentado nos seguintes órgãos: Junta Comercial do seu estado; Secretaria da Receita Federal (para conseguir seu CNPJ); Secretaria Estadual de Fazenda; Prefeitura da sua cidade (para obter o alvará de funcionamento); Enquadramento na Entidade Sindical Patronal; Caixa Econômica Federal (para cadastrar-se no programa Conectividade Social – INSS/FGTS) e Corpo de Bombeiros.

Outro fator importante são as regras de vigilância sanitária, já que muitos dos produtos de uso cotidiano nos salões são químicos. A ANVISA é responsável pela vigilância e também pela orientação das empresas em relação aos produtos e cosméticos.

Lembre-se que com a Lei Salão Parceiro, todos os profissionais que atuam como autônomo poderão firmar um contrato com o estabelecimento sem vínculo empregatício. Enquanto os demais empregados continuam pelo contrato CLT.

9. Preste muita atenção ao seu orçamento

Com todas essas informações em mãos, é hora de fazer as contas. Para começar a operar, além dos custos de reforma e montagem do salão, você precisa saber quanto custa por dia para abrir seu salão (somando produtos, manutenção e profissionais) e quanto você precisa faturar para pagar esse investimento inicial.

O segredo é considerar todos os seus gastos e ir mantendo conta de tudo em tempo real, desde o desenho do projeto até o salário dos profissionais, os produtos para o estoque e o aluguel. Delimite todos os gastos antes de começar a gastar seu dinheiro. Faça orçamentos com distribuidores e fornecedores, sempre tentando conseguir as melhores negociações. Lembre-se: jamais se comprometa com um orçamento acima do que você pode suportar. Quando estiver com todos os futuros gastos registrados e a certeza da estratégia do seu negócio, mãos à obra!

10. Crie sua identidade antes de abrir um salão de beleza

Seu salão precisa ter marca e nome fortes que o tornem reconhecido e único na visão dos clientes. Pense também num posicionamento de marca: uma boa maneira de definir isso é elaborar uma frase sobre o diferencial do seu salão para o público-alvo.

Ter uma marca forte é de extrema importância — e você consegue entender isso facilmente. Um exemplo bem claro: você vê um nome branco com o fundo vermelho e imediatamente já pensa numa das marcas de refrigerante mais famosa do mundo. Entende como a identidade pode ser um diferencial?

Você precisa pensar nas cores, letras, imagens e tudo o que vai compor a identidade de seu salão de beleza. Essa marca estará nas redes sociais, cartões de visita, cartazes promocionais e em outros itens espalhados pela cidade.

Devido à importância dessa questão, contratar um profissional de design pode ser uma boa opção. Você ainda pode encontrar profissionais freelancers pela internet que possam cobrar um valor mais em conta.

11. Monte sua equipe ideal

blog-beauty-date-7-dicas-de-marketing-para-sair-da-rotina-no-salão-de-beleza

Encontrar profissionais não é um trabalho fácil e é preciso paciência para essa tarefa. Uma boa sugestão é trabalhar com indicações de conhecidos e profissionais de confiança para montar uma equipe de referência que fará parte do seu negócio. Não se esqueça de que esses profissionais representam o seu salão diante dos clientes, então só contrate pessoas em quem você absolutamente confia. Com um orçamento extra, você pode até ter auxílio de empresas especializadas em recrutamento.

No mundo da beleza também é comum que o dono atue como profissional. Nesse caso, é importante que você tenha consciência de que um bom atendimento é essencial, mas sozinho não faz milagres. Por isso, a recomendação é que você não deixe de lado a parte administrativa do seu salão para prestar serviços.

Não se esqueça que em um salão, assim como em qualquer empresa, os profissionais não se limitem apenas para a atividade fim. Por isso, é muito importante contratar funcionários responsáveis pela limpeza, se necessário, auxiliares para os cabeleireiros e ainda uma recepcionista experiente.

O segredo para ter uma boa equipe e ainda aumentar a sua receita: saber fazer a gestão de pessoas. Sim! Não adianta contratar os melhores profissionais, mas não conseguir mantê-los em seu estabelecimento, muitos salões sofrem por não investir na comunicação interna. Para que todos continuem trabalhando motivados e vestindo a camisa do seu salão, pense em incentivos que possam agradá-los. A dica é ir além de manter o salário compatível ao mercado, como escolher e presentear o melhor funcionário do mês ou investir em workshops dentro do salão, uma estratégia para ainda mantê-los atualizados.

12. Se preocupe com a gestão do seu estabelecimento

Tão importante quanto desenhar a estrutura do seu salão é pensar na gestão. Afinal, a gestão é o que vai manter a sua empresa ativa e é fundamental para ter sucesso. Se você, além de dono também é um profissional, é indispensável possuir uma pessoa responsável apenas para essa parte. Escolha alguém de confiança e que tenha formação em administração ou que entenda a fundo o assunto. Existem programas que ajudam a fazer a gestão do seu estabelecimento, centralizando funções como agenda, caixa e cadastro de clientes. Escolha o software ideal para o tamanho e as necessidades do seu salão e otimize o uso do seu tempo.

Preocupe-se também na criação de uma rotina de trabalho para você e seus profissionais. Pense nas divisões de equipe, nos serviços prestados por cada um deles e como você vai incentivar a especialização deles. O horário de trabalho, as escalas e comissões também devem ser planejados previamente. Seguindo essas dicas, o horário de abertura do salão seguirá com mais organização.

Manter uma rotina de limpeza também é muito importante. Portanto, determine que o lixo seja retirado todos os dias após o expediente e que os potes com produtos químicos devem ser limpos logo após a utilização. Cabelos e cutículas devem ser removidos sempre — e várias vezes ao dia, se for necessário. Se puder contratar alguém só para fazer a limpeza do local, será ainda melhor.

13. Crie uma estratégia de divulgação para seu salão

O passo final para que seu salão comece a funcionar é atrair clientes. A melhor estratégia para fazer isso é pesquisar e escolher métodos para divulgar o negócio com base no público do seu salão. Se não houver espaço no seu orçamento para pagar por divulgação, opte por táticas mais simples como as redes sociais. Essa etapa pode ser realizada logo após a abertura do salão, mas antes é fundamental pesquisar os melhores meios para isso.

O Instagram, por exemplo, pode ser uma boa ferramenta de divulgação. É válido divulgar fotos de clientes (com autorização, é claro) e dos resultados de tratamentos de beleza como hidratações ou algum tipo de coloração. É muito importante seguir esse tipo de estratégia visual, pois as pessoas precisam ver que o seu trabalho é realmente bom. Veja a quantidade de profissionais que utilizam o Instagram para divulgar seus trabalhos.

Por falar em divulgação, uma ótima dica é criar um blog. Apesar de não ser uma rede social, é uma excelente maneira de marcar presença no meio digital. Nele, você pode explicar mais detalhes sobre um determinado serviço, os benefícios que ele traz, como é feito e quais produtos são utilizados. Escrever dá trabalho, mas pode te ajudar a se tornar uma referência na área.

E não se esqueça: quando você entrega um serviço de qualidade, torna-se indispensável na vida dos seus clientes. Um cliente satisfeito é a melhor ferramenta de divulgação que existe! O famoso boca-a-boca! Você precisa saber quais são os melhores canais e de que forma vai atrair os clientes em cada um deles. Uma das opções é sempre investir na inovação, facilitar a vida dos clientes disponibilizando o agendamento online é uma forma de manter seu relacionamento e aumentar muito mais a receita do salão.

Como ponto final, deixamos uma dica excelente: crie boas promoções e sorteios usando as redes sociais. É uma ótima ideia para conseguir novos clientes! Como exemplo, você pode pedir para os seus clientes postarem fotos de serviços que fizeram no seu salão. A foto mais curtida ganha um tratamento gratuito, por exemplo. Para conseguir mais curtidas, eles vão marcar amigos e compartilhar o link com vários usuários.

E então, já está pronto para abrir um salão de beleza? Não se esqueça de compartilhar este post nas redes sociais e se tornar referência no assunto!


Summary
13 coisas que você deve saber antes de abrir um salão de beleza
Article Name
13 coisas que você deve saber antes de abrir um salão de beleza
Description
Abrir um salão de beleza tem tudo pra ser um bom negócio: o mercado da beleza cresce cada vez mais. Saiba quais são os itens que você deve preocupar-se antes de abrir o seu.
Author
Publisher Name
Beauty Date
Publisher Logo
Compartilhe
00